segunda-feira, 26 de junho de 2017   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Testemunho
 

‘Minha mãe e eu levamos o Evangelho aos assassinos de meu pai’

Valery Sheppard, filha do missionário Jim Eliott, conta ao programa Witness da BBC como seu pai e seus companheiros missionários morreram a mãos dos Haoraní em Equador.

FONTES BBC Mundo WASHINGTON 24 DE FEVEREIRO DE 2017 23:00 h
End of the Spear Uma cena de 'End of the Spear'

A filha de um dos cinco missionários evangélicos estadounidenses que foram brutalmente assassinados pelos Huaorani relata sua história ao programa Witness da BBC.



Jim Elliot, Nate Saint, Ed McCully, Peter Fleming e Roger Youderian eram cinco missionários cristãos evangélicos que aterraram em Equador para contactar com os Huaorani (também conhecidos como os aucas), uma tribo isolada da selva amazônica de Equador.



Valery Sheppard, filha do missionário Jim Eliott, conta como seu pai e seus colegas morreram a mãos desta tribo guerreira. O incidente cobrou fama internacional devido a uma reportagem na revista LIFE pelo fotoperiodista Cornell Capa e os livros que escreveu Elisabeth Elliot.



Os guerreiros da tribo Huaorani usaram lanças para matar e desquartizar aos homens. Ainda que portavam armas, os missionários não se defenderam.



Também relata como voltaram para lhe levar o Evangelho a quem acabaram com a vida de seu pai: “Acho que Deus permitiu-o para que fôssemos testemunhas do que significa seguir a Cristo”, diz.



Após da morte de seu pai, Valery Sheppard e sua mãe Elisabeth Elliot transladaram-se ao país sudamericano para integrar na tribo e seguir sua missão, desta vez conseguindo que a mensagem do Evangelho fosse aceitado pelos huaranies. Com elas voltou também a irmã de Saint, Rachel.



Diz sua mãe: “Nossa filha Valerie tinha 10 meses de idade quando Jim foi assassinado. Continuei trabalhando na zona quando, graças à providência divina, conheci a duas mulheres aucas que viveram comigo durante um ano. Elas eram a chave para que pudesse ir viver com a tribo que tinha matado aos cinco missionários”, relatava. “Permaneci ali durante dois anos”. “Após ter trabalhado durante dois anos com os aucas voltei ao trabalho entre os quichuas e estive ali até 1963, quando Valerie e eu regressamos aos EEUU”.





Esta impactante historia foi llevada ao cine no filme “End of the Speare”, traduzida como “O final do Espírito”.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - ‘Minha mãe e eu levamos o Evangelho aos assassinos de meu pai’
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.