terça-feira, 18 de junho de 2019   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Segundo UNICEF
 

Em Yemen assassinam ou mutilam 8 crianças ao dia

O organismo internacional denuncía que as crianças recrutados ou utilizadas no conflito se duplicou

FONTES Europa Press 21 DE AGOSTO DE 2015 15:00 h
crianças yemen, crianças yemeníes crianças yemeníes

A guerra de Yemen cobra-se a cada dia a morte ou a mutilação de oito crianças, segundo tem denunciado nesta quarta-feira o Fundo da ONU para a Infância (UNICEF).



O conflito, que já tem provocado mais de dois mil mortos e um milhão de deslocados enfrenta às forças governamentais, apoiadas pela coalizão liderada por Arábia Saudita, e aos rebeldes hutíes, que têm o respaldo de forças leais ao ex-presidente, Alí Abdulá Salguei.



Em seu relatório «Yemen: a infância baixo ameaça», a agência da ONU revela que para perto de 400 crianças morreram e mais de 600 resultaram feridas desde a intensificação da violência faz quatro meses neste país, o mais pobre do mundo árabe.



Assim mesmo, o conflito tem tido como consequência a interrupção dos serviços de saúde, o aumento das taxas de desnutrição, o fechamento de escolas e um maior número de crianças recrutados por grupos combatentes.



«Este conflito é uma tragédia especialmente para as crianças de Yemen», tem afirmado o representante de UNICEF no país, Julien Harneis. «As bombas e as balas estão a matar as crianças. Os que sobrevivem se enfrentam a uma crescente ameaça de doença e desnutrição. Não podemos permitir que isto continue», tem acrescentado.



O relatório põe de manifesto que o conflito está a ser devastador para a vida das crianças agora, ainda mais terá consequências terríveis para seu futuro.



 



10 MILHÕES DE CRIANÇAS EM PERIGO



Yemen conta com uma população de uns 24,4 milhões de habitantes, dos que 1,3 milhões se têm visto obrigados a abandonar suas casas. Atualmente,  perto de dez milhões de crianças, ou 80 por cento da população menor de 18 anos, precisa assistência humanitária urgente ao longo do país.



Segundo UNICEF, ao menos 398 meninos morreram e 605 têm resultado feridos desde a intensificação do conflito em março, enquanto o número de meninos recrutados ou utilizados no conflito duplicou-se, passando de 156 em 2014 a 377 verificados até o momento em 2015.



Por outra parte, 15,2 milhões de pessoas carecem de acesso a atenção médica básica, entre outras coisas porque desde o 26 de março 900 instalações sanitárias têm fechado. Neste sentido, 1,8 milhões de meninos têm probabilidades de sofrer alguma forma de desnutrição de aqui até final de ano.



A agência da ONU afirmou que 20,4 milhões de pessoas precisam assistência para aceder a água potável e saneamento devido à escassez de combustível, os danos nas infra-estruturas e a insegurança.



A este panorama soma-se o que para perto de 3.600 escolas têm fechado, o qual tem afetado a 1,8 milhões de crianças. UNICEF, que está a prestar assistência no país desde o início do conflito, tem proporcionado nos últimos seis meses apoio psicológico a mais de 150.000 crianças para superar os horrores do conflito. Ainda, 280.000 pessoas têm aprendido como atuar em caso de explosão de artefatos ou minas para evitar sofrer feridas.



 



FALTA DE FUNDOS



UNICEF necesita165 milhões de euros para atender as crianças e famílias afetadas pelo conflito, mas até a data só se recebeu 16 por cento do requerido.



«Precisamos fundos urgentemente para chegar às crianças  precisam desesperadamente», tem alertado Harneis. «Não podemos ficar calados e deixar que as crianças sofram as consequências de uma catástrofe humanitária», tem destacado.



Segundo a agência da ONU, das emergências às que dá resposta no mundo, Yemen é uma das que tem um maior déficit de fundos.Neste sentido, tem reiterado seu apelo a todas as partes do conflito para que não tenham como objetivo aos civis e a infra-estruturas vitais como as escolas e instalações de água e de saúde e tem defendido a urgência de terminar o conflito de uma vez por todas.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Em Yemen assassinam ou mutilam 8 crianças ao dia
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.