sexta-feira, 20 de outubro de 2017   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



 

O terror de Daesh está levando ao islã a Cristo

Muitos muçulmanos voltam-se a Jesus diante a mensagem extrema do yihadismo. Há mais convertidos desde o 9S de EEUU que em 14 séculos de história islâmica.

FONTES Mundo Cristiano LONDRES 16 DE JULHO DE 2015 20:00 h
cruz, meia lua

O grupo terrorista Daesh (autodenominado como Estado Islâmico, ISIS) se considera o guardião do Islã. Mas segundo conquista terreno pela força bruta e o terror, sua mensagem religiosa implica aniquilar a outras crenças e destruir a liberdade religiosa.



Ainda que algumas notícias dizem que o Islã será a religião maior do mundo, na atualidade atravessa uma crise relacionada com os terríveis atos de Daesh, em nome de Alá e seguindo a mais violenta mensagem no nome de Mahomé, que está a levar a muitos muçulmanos a questionar sua fé e se acercar ao cristianismo.



Misioneros cristãos no mundo islâmico dizem que há mais muçulmanos convertidos ao cristianismo desde o atentado do 9 de setembro de 2001 em Estados Unidos que em 14 séculos de história islâmica. Ainda que muitos mantêm sua conversão em segredo, temendo por suas vidas.



 



DEPOIMENTOS EM EUROPA E PAÍSES ÁRABES



Em Londres, um estudante inglês, imigrante de Paquistão, deixou o Islã após que um longo estudo lhe convenceu que o alcorão não podia ser verdade. “Se alguém abandona o Islã ou é apóstata, é expulso de sua família. Seus amigos o rejeitarão e será assassinado ou perseguido. Muitos de meus amigos dizem: ‘é a última vez que te falo porque tens desrespeitado ao profeta Mahomé e ao Islã”, diz Imram.



Imran não é cristão ainda, mas tem estudado a Biblia e diz que o cristianismo é superior ao Islã. Alguns ex muçulmanos fazem-se ateus, mas outros descobrem um Deus de amor.



Em Suíça, o pastor Fouad Rasho, imigrante de Síria, tem batizado a mais de cem ex-muçulmanos. “Por causa de ISIS, muitos muçulmanos voltam-se cristãos”, indica Fouad Rasho.



“A cada semana conheço a um ou mais que vêm a mim dizendo ‘quero conhecer do cristianismo, da Biblia’. Estão muito molestos de ser muçulmanos”, comenta Rasho.



Quando Nassim Ben Iman chegou a Alemanha com seus pais, desde um país muçulmano, recorda que sua primeira experiência no país foi pensar que se Alemanha era um país cristão então se tratava de uma religião de pecado. “Tinha nus na televisão, os casais viviam juntos sem casar-se, se isso era o fruto da religião cristã é que era má”, expressa Nassim.



Mas depois Nassim descobriu o cristianismo real e hoje é um um cristão evangélico que atinge a pessoas de fé muçulmana e de outras crenças para Cristo.



“Quando a gente entende quem é Jesus o amam mais e mais. E quando os muçulmanos entendem melhor quem é Mahomé, o que significa o alcorão e sua história então se afastam do Islã”, diz Nassim.



Nassim opina que o Islã parece forte mas só se alimenta do vazio espiritual em países onde o cristianismo é débil. “O poder maior do Islã é a debilidade dos cristãos, é o que ocorre em Alemanha e Estados Unidos e em todos os países ocidentais”, asevera Nassim.



O Irmão Rachid é filho de um írmão marroquino que viveu 15 anos como cristão em segredo. Agora, apresenta um programa em árabe chamado “Perguntas Desafiantes” que desafia aos muçulmanos a questionar sua fé.



“Muitos muçulmanos dizem: ‘se o que ISIS faz é Islã, eu o deixo’. Alguns se fazem ateus. Há uma grande onda de ateísmo no mundo árabe agora e há uma grande onda de conversão ao cristianismo seguindo a Jesus Cristo. Eu nunca tinha visto algo assim. O Islã nunca antes enfrentou esta crise”, comenta Rachid.



Ainda que pareça que o Islã está preparado para dominar o ocidente, o Irmão Rachid acha que os cristãos não devem lhe temer. Ele está convencido que é uma religião que se morre lentamente.



“O Islã não é um instrumento de Deus para julgar ao ocidente. A gente teme pelo que vê nas notícias, mas inclusive a violência é um sinal desse colapso”, conclui Rachid.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - O terror de Daesh está levando ao islã a Cristo
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.