sexta-feira, 19 de abril de 2019   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Alerta Unicef
 

Alto risco de tráfico de crianças em Nepal depois do terremoto

Antes do terremoto, Nepal tinha índices de exploração infantil e tráfico de menores "muito altos", Unicef alerta do possível incremento "no meio do caos".

FONTES Europa Press Katmandú 03 DE MAIO DE 2015 17:00 h
nepal, niña Menina com uma carteira de comida em Nepal, depois do terremoto / Efe

"O risco está nas crianças que ficam sem cuidado e em que, sem ninguém a seu cargo, se movam de um lado para outro", manifestam desde Unicef.



O escritório de Unicef em Katmandú alertou neste domingo do risco de que se produza um incremento do tráfico de meninos em Nepal depois do terremoto, e destacou o perigo de que problemas que já existiam neste país como a desnutrição se terminem agravando.



Em 2001, umas 12.000 crianças eram vítimas de tráfico de pessoas ao ano. Já antes do terremoto do passado dia 25, que tem deixado mais de 7.000 mortos, Nepal tinha uns índices de exploração infantil, de tráfico de menores e de abuso e violência "muito altos", disse a especialista.



Unicef está preocupado pelo movimento ilegal de crianças"no meio do caos" associado a qualquer emergência, pelo que estão a trabalhar com a Polícia e as autoridades fronteiriças. "Preocupa-nos evidentemente que vá a mais e tudo isso somado ao trauma que os meninos estão a passar agora mesmo", agregou.



Destacou que há relatórios dos 16 campos de deslocados em Katmandú e não se encontrou nenhuma criança não acompanhada, ainda se fizeram avaliações fora da capital para conhecer a situação.



 



TUDO SE AGRAVA



Explicou que o risco está nas "crianças que ficam sem cuidado" e em que, sem ninguém a seu cargo, se movam "de um lado para outro", se separem dos pais e acabem na Índia ou em qualquer outro país.



"Aparte do que já sabe todo mundo: que faz falta um teto, que faz falta água, que faz falta comida que é a resposta mais imediata, desde Unicef o que nos preocupa é que os problemas que já existiam antes agora se agravem", indicou.



Entre eles, citou a mal nutrição e o temor a que "com a escassez de alimentos ou a falta de acesso a alimentos tememos que piore", disse.



Também destacou o atraso no regresso à escola e que a falta de saneamento possa causar doenças, para os que estão a mandar pacotes de higiene e informando às comunidades.



"O trabalho infantil era outra problemática, agora vão fazer falta muitas mais mãos para reconstruir as casas dos familiares", disse.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Alto risco de tráfico de crianças em Nepal depois do terremoto
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.