quinta-feira, 17 de agosto de 2017   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



 

Científicos demonstram que murmurar afeta o cérebro

Uma fofoca negativa afeta a percepção do rosto da pessoa objeto da mesma.
BOSTON 02 DE JUNHO DE 2011

O sistema visual do nosso cérebro presta mais atenção no rosto de uma pessoa sobre a que ouvimos “fofocas” negativas. A esta conclusão chega um estudo da Universidade do Noreste de Boston (EEUU), que se publica na revista Science.

“Se podería pensar que a fofoca somente afeta as opiniões que temos acerca de alguém, porém afeta a algo mais básico que isto, à facilidade com a que ves a uma pessoa. Isto é uma surpresa”, explicou Lisa Barrett, professora de psicologia da Universidade do Noreste de Boston , a Agencia SINC.

Os investigadores projetaram os experimentos ao redor de um fenômeno da percepção visual chamado ‘rivalidade binocular’, pelo que alternamos entre diferentes imágens apresentadas a cada olho. "Quando nos mostran dois quadros, por exemplo, um para cada olho, somente somos capazes de ver um deles", explica Erika Siegel, co-autora do trabalho.. "É a forma em que funciona o cérebro. Podemos avançar e retroceder, porém somente veremos um por vez; é algo involuntário”, matiza Siegel.

CARA O CASA
Em um experimento com 66 alunos universitários, expuseram caras neutras (sem expressão) associadas a uma descrição de um comportamento negativo (por exemplo, “deu-lhe uma patada a um cachorro”), um comportamento positivo (“ajudou a uma mulher com suas compras"), ou um comportamento neutro ("ajudou um homem cruzar a rua ").

Cada rosto foi apresentado quatro vezes. Em total, 20 caras para cada categoría. Depois de ter mostrado estas caras sozinhas, agregaram 20 caras novas e as utilizaram em um experimento de ‘rivalidade binocular’. Isto é, em cada ensaio mostraram ao participante um rosto para um olho e uma casa para o outro.

Os investigadores descobriram que se mostravam um rosto neutro em um olho e uma casa na outra, ao dizer fofocas negativas sobre o rosto, o mais provável é que viram mais este que a casa. Se diziam algo positivo, ou neutro, não havia diferença entre ver a casa ou o rosto.

APRENDIZAGEM EMOCIONAL
Ainda que os investigadores desconhecem o porque deste fato, a hipótese que embaralham as regiões do cérebro que estam implicadas nos sentimentos e aprendizagem emocional estam conectados com o sistema visual, e também com as regiões subcorticais do cérebro que formam parte da percepção.

Seja qual for a razão, o certo é que “… onde não tem fofoqueiro cessa a contenda” (Proverbios 26:20)
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Científicos demonstram que murmurar afeta o cérebro
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.