sábado, 17 de agosto de 2019   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Sudã
 

*Meriam *Ibrahim fica livre, absolvida da pena de morte e de todos seus cargos

O Governo *sudanês ordena sua liberdade, reconhecendo como legítimo seu casamento com um cristão e a declarando inocente. Seus advogados estão a receber ameaças de morte.
JARTUM 24 DE JUNHO DE 2014

Christian *Solidarity *Worldwide (*CSW) tem confirmado que o tribunal de apelação que revisava o caso de *Meriam *Ibrahim, a mulher cristã de Sudão condenada o 11 de maio a 100 *latigazos por adultério (ao não reconhecer seu casamento cristão) e a morrer *enforcada por ser cristã (“*apostasía do islã”) tem anulado o veredito original.



Ordenou-se sua posta em liberdade, reconhecendo como legítimo seu casamento e a declarando inocente de todos os cargos.


No entanto, os membros da equipe jurídica atual de *Meriam *Ibrahim têm recebido ameaças de morte dos extremistas que têm considerado sua actuação como "anti islâmica"



*Mervyn Thomas Presidente executivo de *CSW, tem declarado que: "Estamos encantados de saber que a *Sra. *Ibrahim e seus filhos têm sido libertados e que as sentenças injustas, deshumanas e *injustificados têm sido anuladas. No entanto, seguimos *consternados pelas ameaças e a *incitação ao ódio que tem saído ao ar, aparentemente sem obstáculos na contramão da *Sra. *Ibrahim e seus advogados. Instamos à comunidade internacional a pedir às autoridades *sudanesas que cuidem a segurança de *Meriam e a de seus advogados. O direito à liberdade de religião ou de crenças está garantida tanto pelas leis internacionais como pelas de Sudã; e por isso as autoridades *sudanesas têm a obrigação de garantir a proteção de qualquer cidadão que deseje exercer ou defender este direito ".


UMA FÉ FIRME

Segundo a informação recebida por *CSW, todo este tempo *Ibrahim tem estado recebendo no cárcere a visita de um *erudito islâmico que lhe lia continuamente o alcorão com o fim da ajudar a "retornar" à fé islâmica.



Apesar disso, *Meriam *Ibrahim tem permanecido firme em sua fé em Jesus durante sua permanência na prisão de mulheres de *Omdurman, junto com seus dois filhos pequenos, a menor deles nascida na própria prisão enquanto estava sujeita por correntes.


UM JULGAMENTO *ILÓGICO, INJUSTO E CONTRA *DDHH

Em 4 de março *Meriam *Ibrahim foi acusada de adultério e a *apostasía nos artigos 146 e 126 do Código Penal de Sudã, respectivamente, após que supostos membros de sua família a quem nunca tinha conhecido informassem às autoridades *sudanesas de seu casamento com Daniel *Wani, um cristão.



O Tribunal de Ordem Público no *Haj *Yousif *Jartum, presidido pelo juiz Abbas *Khalifa, deu-lhe três dias para renunciar a sua fé, e foi visitada pelos *eruditos islâmicos que tentaram a pressionar para o regresso a “a fé de seus pais” (sua mãe a educou como cristã, e seu pai muçulmano lhes abandonou ao pouco de nascer). Sua sentença foi confirmada em 15 de maio, após que *Ibrahim se negasse a renunciar a sua fé.


*Ibrahim foi criado como um cristão por sua mãe ortodoxa *etíope após que seu pai muçulmano *sudanés abandonou à família quando ela tinha 6 anos de idade. Ela testemunhou de sua fé cristã de toda a vida na corte em 4 de março, e *Morning *Star *News informou que as testemunhas que tratavam de dar depoimento de sua adesão permanente ao *cristianismo foram bloqueados para que não prestassem declaração ante o tribunal.



Os supostos membros da família são suspeitos de querer combinar-se com as empresas do casal, que incluem uma *peluquería de *cavalheiros e outras agrícolas.
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - *Meriam *Ibrahim fica livre, absolvida da pena de morte e de todos seus cargos
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.