terça-feira, 18 de junho de 2019   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Violência em Nigéria
 

Domingo sangrento: 60 cristãos mortos por *Boko *Haram

Ataques do grupo terrorista em *Borno e *Adamawa deixam um novo atentado em Nigéria. Cresce a incerteza sobre o labor do Governo.
ABUJA 05 DE JUNHO DE 2014

O coletivo cristão do norte de Nigéria, onde é minoria, segue sendo o objetivo principal de *Boko *Haram, o grupo terrorista que leva em vários anos operando no país com extrema violência.



Ao menos nove cristãos que assistiam a um culto no estado de *Borno (Nigéria) no passado domingo foram assassinados. Umas horas depois, um ataque com bombas no estado vizinho de *Adamawa, numa zona de maioria cristã, deixou 48 vítimas mortais.



Segundo os líderes cristãos, o ataque a *Borno produziu-se por parte de dez homens armados numa Igreja dos Irmãos em Nigéria (*Ekklesiyar *Yan'*uwa uma Nigéria ou *EYN) na aldeia de *Attagara, próxima à fronteira com *Camaron. O exército mobilizou-se e enfrentou ao grupo armado, confronto no que morreram quatro dos atacantes de *Boko *Haram e outros três foram presos.



“Nossa igreja em *Attagara também foi atacada no domingo”, conta *Rebecca *Dalí, esposa do *presidente da entidade cristã, que registrou ataques em outras três aldeias da *zona.



“Meu marido finalmente contactou com a presidência em *Abuja, e um helicóptero militar foi enviado à zona para conter o ataque a estes povos cristãos”, disse *Dalí, que lamentou que não recebessem resposta por parte das autoridades de *Maiduguri.



Nos últimos meses “*Boko *Haram tem destruído 36 igrejas na área de *Gwoza. Só duas igrejas que não têm sido afetadas”, explica *Rebecca. Esta situação tem levado a muitos cristãos a fugir da zona para regiões do sul do país, e a outros a se marchar a *Cameron procurando um meio mais seguro.



A situação neste Estado segue sendo de *indefesa. Os militares estão pobremente armados em frente às milícias de *Boko *Haram.



ADAMAWA: ATENTADO COM BOMBAS

Supostos membros de *Boko *Haram também bombardearam neste domingo uma zona predominantemente cristã em *Mubi, estado de *Adamawa, deixando umas 50 vítimas mortais.



Os explosivos detonaram às 6 da tarde no área de *Kabang num bar onde se reuniam dezenas de pessoas para seguir um partido de futebol por televisão.



“Tinha alguns de nossos membros da igreja que se encontravam nas *imediações do atentado”, contou uma testemunha *presencial. “Os que morreram são em sua maioria cristãos. Alguns jovens cristãos também estavam a jogar ao futebol por perto da zona, e se viram afetados pelos bombardeios”.



A *EYN diz que dois membros de suas igrejas faleceram neste ataque.



NIGÉRIA, O PAÍS MAIS VIOLENTO PARA Os CRISTÃOS

A organização Portas Abertas tem publicado nesta semana seu relatório sobre os países onde os cristãos sofrem ataques mais violentos por sua fé, num estudo que realiza esta entidade a cada ano.



Este 2014 encabeça a pronta Nigéria. “A violência contra os cristãos em Nigéria nos últimos meses põe de manifesto a falta de liberdade religiosa que têm e os perigos diários que enfrentam pelo grupo terrorista islâmico *Boko *Haram e outras organizações islâmicas violentas”, disse David *Curry, presidente de *Open *Doors Usa.



“Ir à escola, assistir à igreja ou identificar-se como cristão é uma decisão muito valente” em algumas regiões de Nigéria. “Os cristãos de Ocidente devemos estar na brecha com nossas orações e apoio”, agregou *Curry.



Os outros países identificados na lista, que se baseava nos incidentes registrados entre 1 de novembro 2012 e o 21 de março de 2014 são os seguintes: Síria, Egipto, República *Centroafricana, México, Paquistão, Colômbia, Índia, *Kenia e Iraque.



Uma lista na que não aparece Coréia do Norte por falta de dados sobre ataques concretos, conta Jan *Veerman, responsável por Portas Abertas para este país. “O *extremismo islâmico, o *antagonismo *tribal organizado e a corrupção são os principais motores da perseguição que alimentam a violência -conclui *Veerman- sendo o *extremismo islâmico o principal motor em sete dos 10 países”.


'BRING BACK OUR GIRLS' PROIBIDO NA CAPITAL

Enquanto *Boko *Haram continua com sua campanha de terror, o caso das garotas sequestradas não mostra avanços significativos. A provável localização das menores não significa que as autoridades tenham ainda segurança de como atuar: um ataque poderia terminar com a vida das garotas. A possibilidade de um intercâmbio entre as menores e terroristas detidos também não convence ao Governo, que tem visto como a violência não tem feito mais que se incrementar nas últimas semanas, nas que se contam umas 500 vítimas mortais a mãos do grupo terrorista.


Ademais, o Governo vê com preocupação a “utilização política” por parte de seus opositores do *emblema '*Bring *back *our *girls'. Numa medida muito questionada, têm proibido qualquer tipo de manifestação com este lema ou outros semelhantes na capital, *Abuja, aludindo motivos de segurança.
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Domingo sangrento: 60 cristãos mortos por *Boko *Haram
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.