sábado, 18 de novembro de 2017   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Eleito depois de dois dias de conclave
 

Papa Francisco I: Jorge Mario Bergoglio

O cardeal sucede a Benedito XVI à frente da Igreja Católica.
14 DE MARçO DE 2013

Milhares de pessoas se congregaram na praça de São Pedro do Vaticano para presenciar a primeira saudação do Papa e a primeira bênção "urbi et orbi" que pronuncia. Às 20.13 anunciou-se o nome de Jorge Mario Bergoglio, cardeal argentino que se converte no primeiro papa latinoamericano e jesuita da história.



Em uma tarde chuvosa em Roma, às sete da tarde via-se a "fumaça branca" no Vaticano. A partir de então, milhares de pessoas começaram-se a congregar em um ambiente de alegria e emoção. Calcula-se que nestes dias tinha uns 6000 jornalistas seguindo a eleição do papa no mesmo terreno.



Jorge María Bergoglio, Francisco I, nasceu em Buenos Aires em 17 de dezembro de 1936 no seio de uma família modesta da capital argentina. Filho de um trabalhador ferroviário de origem piamontés e de uma dona-de-casa. Aos 22 anos ingressou na Companhia de Jesus. Foi ordenado sacerdote em 13 de dezembro de 1969. Foi consagrado bispo titular de Auca em 20 de maio de 1992, passando a ser um dos quatro bispos auxiliares de Buenos Aires. Em 28 de fevereiro de 1988 tomou posse da archidiócesis de Buenos Aires. Durante o consistório de 21 de fevereiro de 2001, o Beato Juan Pablo II, Papa, criou-o cardeal com o título de são Roberto Belarmino.



PERFIL DE BERGOGLIO

Bergoglio já colheu muitos votos no conclave anterior e se converteu no favorito do setor moderado-progressista e, portanto, no principal rival de Ratzinger. "Tanto que, segundo algumas indiscrições, o purpurado jesuita se teria levantado no conclave, para pedir aos cardeais, entre lágrimas, que não o seguissem votando", conta José Manuel Vidal em Religião Digital.



Então, o argentino tinha 70 anos. Passados alguns anos, Bergoglio tem cumprido os 76 e encaixa perfeitamente no cliché de Papa maior e de transição. Também não conhecem-se-lhe graves doenças e "poderia assumir perfeitamente o papel de Papa reformador pelo que suspira a imensa maioria do conclave...e do povo de Deus".



Ninguém duvída de que o purpurado argentino tenha caráter. Como diz o irmão Ricardo Corleto, agustino recoleto de passagem por Roma, "é um homem tão honrado e tão íntegro que nem sequer o governo Kirchner pôde encontrar mancha alguma em sua vida, apesar de ter buscado com soma diligência", agrega Vidal.



Bergoglio aproveitou suas primeiras palavras para rezar por Benedito XVI. Justo antes de pronunciar sua bênção pediu a todos os presentes que tivessem um momento de oração em silêncio por seu ministério como Papa.



PARTICIPAÇÕES ECUMÊNICAS

O arcebispo de Buenos Aires participou recentemente em reuniões ecumênicas com evangélicos. Ante uns 6.000 católicos e evangélicos congregados no estádio Lua Park da cidade o então arcebispo argentino enfatizou que “Jesus esteve fundamentalmente na rua, caminhava no meio da gente e passava fazendo o bem”.



“Ainda hoje segue passando, e não vá ser que não o reconheça. Hoje quero-lhe pedir ao Senhor, ter esse santo medo de não o reconhecer entre nós”, disse.


O religioso lamentou que a Igreja esteja “frocha em capacidade de surpresa e ternura. São dois atributos que estamos perdendo e em alguns casos os perdemos de tudo. Estamos atiborrados de greves, salideras bancárias e outras más notícias. Vamos-nos enchendo de más notícias e esquecemo-nos das boas”.



Então o cardeal Bergoglio pediu perdão porque “a Igreja tem perdido a ternura” e orou: “Que não nos acostumemos a ver na rua a meninos desnutridos, gente abandonada, gente à que lhe falta comida e abrigo. Senhor que a cada vez que vejamos uma chaga nos surpreendamos e nos aproximemos com ternura”.
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Papa Francisco I: Jorge Mario Bergoglio
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.