terça-feira, 18 de junho de 2019   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



 

A tribo perdida de Manassés volta a Israel

Uns cinquenta membros da tribo de Bnei Menashe, que se identifica como a tribo perdida de Manassés, emigra a Israel desde o nordeste da Índia.
ISRAEL 06 DE JANEIRO DE 2013

No final de dezembro, umas cinquenta pessoas procedentes do norte da Índia chegavam a Israel para estabelecer-se em sua nova pátria. Trata-se de membros da tribo Bnei Menashe, no nordeste da Índia, dos que já têm emigrado a Israel uns 2.000, até que faz cinco anos o governo israelita paralisou seu 'aliya', isto é, a volta das tribos, que se considera um cumprimento profético de um bilhete de Isaías.



Uns cinquenta membros da tribo Bnei Menashe chegaram ao aeroporto de Ben Gurion, conta Chris Mitchell para CBN News. Isto é porque tem voltado a se pôr em marcha a volta destes índios de religião judia, após que o governo paralisasse sua chegada faz cinco anos.



“Sinto como que estou em casa”, expressou um membro da tribo. “Estou emocionado, abrumado. Não posso explicar com palavras o que sente meu coração”, dizia outro dos membros da tribo. A decisão do Governo permitirá continuar com a volta de umas 7.000 pessoas.



“As dez tribos perderam-se para nós durante muitos séculos, mas nunca se perderam em termos de sua identidade”, Michael Freund, um dos impulsores históricos da volta deste grupo desde a Índia.



Para ele, se trata de um cumprimento profético. “O profeta Isaías diz 'ao tera qui cá ani', que significa 'Não temas porque eu estou contigo'. 'Me israch avi zerecha', que se traduz como 'desde o Oriente trarei tua descendência”.



“Estes são os descendentes de Israel e eles estão a regressar desde o este”, assegura Freund. “É como se o titular de hoje fosse escrito pelo profeta Isaías uns 2.600 anos atrás. É algo fenomenal”.



UMA HISTÓRIA A DEBATE

Segundo a história bíblica, o império asirio exiliou à tribo de Manassés de sua terra faz quase 3.000 anos. Alguns mantêm que estes exilados, que se estabeleceram no nordeste da Índia, mantiveram suas raízes judias durante mais de 2.000 anos.



No caso da tribo de Bnei Menashe, produziu-se um importante debate em meados da década passada sobre se realmente tratava-se de descendentes da tribo de Manassés ou se, pelo contrário, o mito tinha-se estabelecido na população a partir da chegada de missionários cristãos a esta terra no século XIX.



Ainda que as provas de DNA não deram uma confirmação sobre o assunto, há signos culturais (uma canção que recorda ao canto de María, alguns rituales, a tendência ao monoteísmo) que alguns estudiosos têm vinculado com as prováveis raízes judias de, ao menos, parte da população, que seguramente depois misturar-se-iam com os habitantes do lugar, guardando alguns dos costumes judeus.



ABANDONARAM O CRISTIANISMO

Parte do impulso por regressar a Israel vem, no entanto, de uma visão que teve um líder tribal, Challianthanga, na que via a seu povo regressando a Israel. Desde esse momento, a maioria dos moradores adoptaram tradições judias que combinaram com sua fé em Jesús como messías. No entanto, em 1975 registra-se que centos de habitantes da tribo recusam definitivamente sua fé em Jesús para abraçar um judaísmo ortodoxo.



De fato, uma das condições impostas pelo Governo israelita para aceitar esta chegada em massaé a conversão dos 7.200 habitantes da tribo ao judaísmo.



No regresso de Bnei Menashe têm participado também várias organizações cristãs. “De fato, os profetas dizem que quando Deus reúna a seu povo judeu de todos os confins da terra, os gentis ajudariam na tarefa”, explicou David Parsons, da Embaixada Internacional Cristã em Jerusalém.



Em janeiro espera-se a chegada de outros 300 membros da tribo.
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - A tribo perdida de Manassés volta a Israel
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.