segunda-feira, 18 de junho de 2018   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



O cristão evangélico
 

Muamba, o futebolista que vive depois de uma hora de parada cardíaca e muita oração

O jovem jogador Fabrice Muamba, do Bolton, melhora dia a dia em uma "recuperação milagrosa" segundo os médicos que o atendem.
LONDRES 02 DE ABRIL DE 2012

O perfil do Twitter de Fabrice Muamba se atualizou depois de treze dias de inatividade. Muamba continua recuperando-se no Chest Hospital de Londres depois de cair, na primeira parte do encontro de Copa frente ao Tottenham, e que provocou a suspensão do evento. Foi no sábado 17 de março.



O jogador recebeu 15 descargas com os desfibriladores antes de chegar ao hospital. Dois no campo, uma no vestuario e outras treze na ambulância. Nenhuma delas funcionou.



O coração de Muamba esteve 78 minutos em parada cardíaca e com reanimação cardio pulmonar, incluída a meia hora final na que já estava no hospital. Os médicos temiam o pior ainda que finalmente seu coração voltou a bater mais de uma hora depois. Apesar de sobrevivir e da reanimação cardio pulmonar, os facultativos estavam preocupados diante de muito prováveis danos cerebrais graves. «Não pensei que pudéssemos chegar a recuperação que tivemos, é incrível», acrescenta o doutor, que em sua última visita a Muamba ao hospital explicou toda a cadeia de acontecimentos.



Desde que foi internado melhora progressivamente. Depois devários dias em estado grave, começou a respirar de forma espontânea, sem ventilação mecânica. Logo não só recuperou a consciência, mas também que começou a falar com familiares e companheiros. Agora já assiste televisão, e inclusive revisou as imágens do partido em que caiu desmaiado e esteve a ponto de morrer. Uma recuperação "milagrosa" tendo em conta as palavras literais dos médicos do hospital e do próprio clube.



O PODER DA ORAÇÃO

A família do futebolista Fabrice Muamba, depois de sofrer a parada cardíaca, pediu orações por sua recuperação. Sua noiva, Susana Magunda, postou "Deus tem o controle. Por favor, mantenham a @fmuamba em suas orações"



E a resposta não se fez esperar desde todas as frentes possíveis. Redes sociais, declarações, testemunhos públicos, cadeias de oração nas igrejas.



Tanto que os meios de comunicação o refletiram. Assim, se viu em numerosas publicações que depois de marcar um gol durante um partido celebrado no domingo siguinte, a defesa do ChelseaGary Cahill (ex-companheiro de Muamba) mostrou uma camiseta com os dizeres "Oremos por Muamba" (Pray 4 Muamba").



Esse mesmo dia, otitular do tabloide The Sun foi "Deus tem o controle", acompanhado pelo sub-título "Orando por Muamba", enquanto que o Daily Star apostou pelo "Nas mãos de Deus".



Otreinador do Bolton, Owen Coyle, agradeceu publicamente as amostras de solidariedade para com seu jogador fazendo referência ao poder da oração. "Todo o mundo está orando por Fabrice, o que é muito importante, e tem sido muito reconfortante para sua família", disse Coyle.



UMA FÉ PROFUNDA

Muamba participa habitualmente no culto de uma igreja evangélica todos os domingos, se não coincide com suas obrigações profissionais como futebolista. "A fé é uma parte importante de toda minha família", declarou. Ainda, conta que lê a Bíblia sempre antes de entrar no campo para jogar. "Sempre leio a Bíblia cada manhã e oro antes de sair" explicou em entrevistas.



O jogador ao longo de sua trajetória esportiva em todo momento tem expressado que Deus é a razão de tudo o que tem conquistado como pessoa e futebolista.



UMA VIDA EXTREMAMENTE DIFÍCIL

O pai de Fabrice, Marcel, trabalhou no Congo para o governo de Mobutu Sesse Seko, um ditador que foi derrotado em 1997. Os colaboradores do regime foram perseguidos e Marcel fugiu do Congo. A mãe do futebolista Gertrudis e seus cinco filhos foram recolhidos por um tio. A situação se agravou quando o tio foi assassinado. Um par de anos depois, a família fugiu para aterrizar em Inglaterra. O hoje futebolista tinha 11 anos.



Em umas declarações a Daily Mail, Muamba falou sobre sua experiência em seu país natal: “Foi muito, muito difícil. Eu vi a guerra. Vi morrrer a pessoas. Cresci com a guerra. Passei autêntico medo”. O pequeno Fabrice escutava os disparos pela noite “Eu não vivia muito longe da guerra. Pelas noites era terrorífico. Não podia sair a jogar futebol porque nos podiam matar. Não é uma frase, mataram a dois amigos meus, a outros feriram”·



EM INGLATERRA

Aquele pesadelo terminou para em 1999 quando lhe concedeu asilo político no Reino Unido. O pequeno Fabrice não sabia uma palavra de inglês. Mas os professores se lembram como um menino inteligente.



Estudou na Escola de Kelmscott em Walthamstow, ao noroeste de Londres, a tão somente três kilômetros do campo de futebol onde caiu no sábado. Nos perfis que estes dias escreveram em Inglaterra destaca o dado de que Muamba era o jogador do vestuário com mais títulos acadêmicos, destacando os de francês e matemáticas.



Peter Weissberg, diretor da Fundação Britânica de Cardiologia tem previsto que é"provável" que o proíbam voltar a jogar futebol."A maioria destas enfermidades se devem a uma combinação de exercício intenso e uma tendência a parada cardíaca", acrescentou Weissberg.
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Muamba, o futebolista que vive depois de uma hora de parada cardíaca e muita oração
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.