domingo, 23 de setembro de 2018   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 

 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



 

Tragédia em Filipinas e mordomia cristã

No meio de tudo isto é difícil escutar alguma voz cristã que reconheça a responsabilidade que temos nesta situação.
CAMINHANDO COM O POVO 17 DE NOVEMBRO DE 2013

Durante os últimos dias temos estado atentos ao desastre natural ocorrido nas Filipinas. Choramos com os que estão sofrendo e estamos buscando a melhor maneira de acompanhar aos necesitados. Os que têm sido afetados pelo tifón Haiyan estão esperando que o mundo responda.


Enquanto tem-se estado respondendo para ajudar aos afetados pelo desastre, também se tem estado celebrando uma reunião da ONU sobre o meio ambiente em Varsovia.



As discussões têm refletido as divisões entre países ricos e pobres, entre os desenvolvidos e os que estão em via de desenvolvimento e entre os países mais propensos aos efeitos das mudanças climáticas e os que sentem que podem responder a qualquer desastre.



Os países pobres e os que estão em via de desenvolvimento exigem que os países desenvolvidos se façam responsáveis pelos danos ao meio ambiente.
Os países ricos estão dispostos a dar algo para ajudar aos pobres, mas não querem reconhecer que seu sucesso econômico tem sido a custa do meio ambiente e que carregam mais responsabilidade com relação às mudanças climáticas.



Quase todos os cientistas reconhecem que a contaminação está criando mudanças no meio ambiente. No entanto, todos os países querem que “o outro” tome os passos profundos que serão necessários para poder começar a reduzir a contaminação do médio ambiente. Todos os países estão dispostos a fazer alguma mudança, desde que não tenha um custo sobre suas economias ou estilos de vida.



Os dois países que mais contaminam, EEUU e China, assumem que parte da solução está em que o outro faça mudanças de fundo. E enquanto fala-se da importância de tomar passos para reduzir a contaminação ambiental segue-se contaminando a níveis que seguem crescendo.



No meio de tudo isto é difícil escutar alguma voz cristã que reconheça a responsabilidade que temos nesta situação.



Os cristãos estamos prontos a oferecer ajuda aos que estão sofrendo nas Filipinas ou em qualquer outro lugar onde tenha um desastre. Mas custa-nos reconhecer que estamos falhando em nossa tarefa de ser mordomos da criação divina.



A maioria dos cristãos estamos respondendo como os líderes políticos. Estamos dispostos a ajudar, mas não a fazer as mudanças profundas que precisa nosso meio ambiente.



A primeira responsabilidade que Deus deu aos humanos que criou foi sobre a criação. Mas muitos humanos atuamos como que Deus nos deu o mundo para nosso uso e abuso e não para ser mordomos. No entanto, estamos começando a pagar o abuso que lhe fizemos a nosso mundo.



É tempo de arrepender de nossos estilos de vida pessoais e comunitários e começar a viver como mordomos. Estamos prontos a simplificar nossos estilos de vida e chamar a nossos países à mudança ou assumiremos que é alguém mais quem tem que mudar?
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - - Tragédia em Filipinas e mordomia cristã
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.