quinta-feira, 17 de agosto de 2017   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



África
 

Crise humanitária em Nigéria pelos ataques de Boko Haram

O grupo terrorista islâmico avança em Níger provocando a deslocação de 50.000 pessoas nos últimos quatro dias.

FONTES Redacción P+D 07 DE JUNHO DE 2016 20:35 h
niger deslocados boko haram Deslocados pela violência de Boko Haram refugiam-se na região de Diffa, em Níger.

O avanço de Boko Haram em Nigéria está a provocar a deslocação forçada de milhares de pessoas, segundo tem denunciado a Agência da ONU para os Refugiados, ACNUR.



Segundo esta entidade os últimos ataques do grupo insurgente Boko Haram na cidade de Bosso, situada na convulsa região de Diffa em Níger, têm provocado a fugida de dezenas de milhares de pessoas.



o ataque que teve lugar na passada sexta-feira teria provocado a deslocação de umas 50.000 pessoas, que fugiram principalmente a pé para o oeste, em direção a Toumour, a uns 30 quilómetros de Bosso.



“Muitos destes deslocados estão traumatizados e preocupados por sua segurança. Estas pessoas estão a dormir à intemperie e precisam urgentemente refúgio e outro tipo de assistência”, informa ACNUR.



Alguns dos deslocados têm prosseguido seu caminho desde Toumour, dirigindo para a cidade de Diffa, situada a 140 quilómetros ao oeste de Bosso, bem como para o norte, em direção a Kabelawa, onde há um acampamento para deslocados internos que se encontra quase ao limite de sua capacidade (umas 10.000 pessoas).



 



Boko Haram move-se na zona fronteiriça de quatro países (Nigéria, Níger, Chade e Camarões). / Google Maps



Esta situação tem levado à agência da ONU  despregar uma equipe de emergência na região de Diffa, que tentará garantir o bem-estar de quem têm fugido da violência em Bosso.



Segundo dados de ACNUR, há ao menos 240.000 pessoas deslocadas na região de Diffa, em Níger, entre as que se incluem refugiados nigerianos, retornados e deslocados internos. Antes do último ataque em Bosso, um da cada três habitantes na região de Diffa era um deslocado forçado.



“Trata-se de uma região extremamente pobre onde a insegurança geral tem destruído o tecido sócio-económico e a capacidade de auto-suficiência dos deslocados e as comunidades que os acolhem é extremamente limitada”, explica a entidade.



O exército de Níger está a se enfrentar às milícias do grupo terrorista, que tem ido perdendo terreno em Nigéria, mas continua seus ataques nas regiões fronteiriças de ambos países e em Chade e Camarões.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Crise humanitária em Nigéria pelos ataques de Boko Haram
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.