segunda-feira, 18 de junho de 2018   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Junto a outros 10 cristãos
4
 

Daesh viola e decapita em público a duas cristãs em Síria

Antes torturaram e crucificaram a um menino diante de seu pai. Ao todo, doze cristãos sírios foram executados por sua fé.

FONTES MundoCristiano,tv DAMASCO 07 DE OUTUBRO DE 2015 19:00 h
Daesh, ISIS Desfile do Daesh (ISIS) em Síria

Segundo um comunicado do ministério Christian Aid Mission, o grupo terrorista Daesh (auto-denominado Estado Islâmico, ISIS) executou a 12 missionários sírios numa cidade nos arredores de Alepo, em Síria.



Entre as pessoas assassinadas, tinha um menino de 12 anos que era filho de um pastor que estabeleceu nove igrejas no país.



O diretor do ministério que os treinou dias antes de morrer tinha suplicado aos missionários que fugissem do povo, os mártires “optaram por ficar com o fim proporcionar ajuda no nome de cristo aos sobreviventes”, á  medida que Daesh e outros grupos rebeldes retornaram  a Alepo.Sin.



"Pedi-lhes que se fossem, mas lhes dei a liberdade de eleger", disse, "agora acho que deveria ter insistido de que o fizessem mas eles ficaram porque se sentiam chamados a compartilhar a Cristo com os que estão atrapados no fogo cruzado. Só queriam ficar e compartilhar o Evangelho".



Os cristãos em Síria correm perigo constante por sua fé e muitos decidem abandonar o país. Em 2003 viviam em solo sírio ao menos 1.5 milhões de cristãos, enquanto estima-se que a cifra atual é de 200,000 de acordo com o Gospel Herald.



 



UMA TERRÍVEL TORTURA



Depois de ser capturados, os militantes perguntaram-lhes aos crentes se tinham renunciado ao Islã pelo cristianismo, eles disseram que sim. De imediato, os rebeldes perguntaram-lhes se queriam voltar ao Islã e eles responderam que nunca renunciariam a Cristo. Essa resposta custou-lhes a vida.



“Em frente ao resto da equipe de missionários, entre eles sua família, os extremistas islâmicos cortaram os dedos do menino e o golpearam ferozmente, dizendo a seu pai que deixariam do torturar só se ele (referindo ao pai) se convertia ao islã.”



Quando o pai do menor se recusou a renunciar a sua fé cristã, também foi golpeado junto com outros dois missionários, para ser posteriormente crucificados.



"Todos foram golpeados brutalmente e depois crucificados", relata o líder do ministério. "Eles ficaram pendurados em suas cruzes durante dois dias. A ninguém se lhe permitiu os tirar."



Outros oito missionários -incluídas duas mulheres- foram transladados a outro lugar e fizeram-lhes as mesmas perguntas em frente a uma multidão, eles disseram que "só estavam a compartilhar a paz e o amor de Cristo".



Em seguida, os militantes violaram às mulheres em público para ser depois decapitadas junto aos outros seis homens presos e que estavam ainda com vida.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Daesh viola e decapita em público a duas cristãs em Síria
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.