segunda-feira, 15 de outubro de 2018   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Asia
 

Ser cristão, um desafio cada vez maior em Índia

Desde a chegada ao poder de Modi, dão-se a cada vez mais ataques organizados contra igrejas e indivíduos. Líderes indianos animam à violência.

FONTES Puertas Abiertas, CBN, Christian Post NUEVA DELHI 06 DE JUNHO DE 2015 17:07 h
narendra modi O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi. /WSJ

O atual premiê de Índia, Narendra Modi, assumiu seu cargo faz agora um ano. Então, os experientes alertaram de que sua eleição era uma má notícia para os cristãos.



Modi tinha feito parte da Rashtriya Swayamsevak Sangh, uma organização que tem provocado distúrbios sectarios em Índia, onde um 80% da população é indiana.



Quando tomava posse do cargo, em maio de 2014, surgiam as perguntas: perderão liberdades as minorias, especialmente a cristã?Será o novo homem forte do país capaz de frear aos radicais violentos com os que tinha laços ideológicos?



Passado um ano, a realidade confirma os temores. Em fevereiro, davam-se protestos de cristãos na capital Nova Delhi após que se atacassem comunidades cristãs. A polícia respondeu com a detenção de uma centena dos manifestantes.



 



DADOS CONFIRMAM O AUMENTO DE PERSEGUIÇÃO



Agora, um relatório do ativista cristão John Dayal aponta a que desde janeiro de 2014 a março de 2015 se denunciaram em Índia mais de 600 casos de agressão a minorias religiosas, que causaram a morte de 43 pessoas. Destes, pelo menos 149 ataques se deram contra cristãos.



Um dos que acendem o lume da perseguição seria Munna Kumar Shukla, líder indiano que assegurou publicamente que atacar igrejas cristãs no país não é uma violação da lei, porque as igrejas não são lugares de adoração, e sim “fábricas para converter indianos ao cristianismo”.



Segundo o ativista R. K. Chattree nos últimos seis meses repetiu-se um mesmo modus operandi, o qual indica que “o papel do mesmo grupo em todos os incidentes”, segundo .



 



OPRESSÃO: BEM MAIS FÁCIL BAIXO NOVO GOVERNO



Grupos como o National Catholic Report consideram que há evidências que mostram uma “tentativa sistêmica de radicais indianos para intimidar a cristãos baixo o novo governo”.



Modi, por sua vez, não responde às agressões com clareza, denunciam os cristãos, que são um 2,3% da população.



Segundo Portas Abertas, Índia é o país número 21 de sua Lista Mundial de Perseguição 2015, sendo um país mais perigoso para os cristãos que Etiopia, Egito ou China.



 


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Ser cristão, um desafio cada vez maior em Índia
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.