quarta-feira, 25 de abril de 2018   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Imigração
 

Nova tragédia no Mediterrâneo: 700 desaparecidos em naufrágio

Um barco repleto de pessoas que tentavam chegar à costa italiana tem naufragado. Só 28 pessoas têm sido resgatadas com vida.

FONTES El País ABC 19 DE ABRIL DE 2015 14:19 h
Resgate de imigrantes por parte da guarda costeira italiana, a semana passada. /20minutos, EFE

O Mediterráneo volta a ser palco do afundamento de um pesqueiro que transportava a mais de 700 pessoas, que tentavam atingir a costa italiana.



Segundo os primeiros relatórios, o barco afundou-se a 73 milhas da costa de Líbia. A guarda costera italiana foi ao lugar do afundamento e puderam dar resgate a somente 28 pessoas. Teme-se que as vítimas superem as 700, o que faria do naufrágio o de maior número de falecidos nos últimos tempos.



As autoridades italianas receberam uma petição de ajuda desde o pesqueiro que transportava aos imigrantes, em dificuldades. Ao momento, indicou-se a um barco português que se achava na zona que se acercasse rapidamente. Ao divisá-lo, os imigrantes, presos do pânico e amontoados até o inverosímil, ter-se-iam movido para um dos lados, o fazendo virar.



Esta versão foi confirmada por Carlotta Sami, a porta-voz de ACNUR (a agência da ONU para os refugiados) em Itália, quem acrescentou que, durante os labores de resgate, foram os sobreviventes quem asseguraram que no pesqueiro viajavam umas 700 pessoas. A Guarda Costera, a Marinha Militar italiana e também a Armada militar de Malta –a tragédia tem ocorrido por perto d ilha-- já estão na zona tentando encontrar possíveis sobreviventes.



A porta-voz de ACNUR advertiu da magnitude da tragédia: “Se, se confirmam estas cifras, nos últimos dias teriam morrido mais de 1.000 imigrantes no Mediterrâneo”.



Milhares de pessoas estão tentando chegar à costa européia desde o começo do bom tempo. No ano passado mais de 3.200 pessoas perderam a vida numa viagem cheia de riscos mas que vêem como alternativa de uma vida melhor.



Mais de mil imigrantes já morreram em águas do Mediterrâneo desde começos de ano. Os naufrágios se sucedem quase a diário.



Na passada segunda-feira celebrou-se uma cimeira em Barcelona onde todos os países do Mediterráneo abordavam esta difícil situação, sem chegar a nenhuma resolução específica.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Nova tragédia no Mediterrâneo: 700 desaparecidos em naufrágio
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.