sexta-feira, 15 de dezembro de 2017   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 
Flecha
 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



Ao Shabaab
 

Grupo Ao Qaeda assassina 36 cristãos em Quênia

Os terroristas separaram os trabalhadores muçulmanos dos não muçulmanos na mina Korome, matando a todos os cristãos.

FONTES AICA Kenia 05 DE DEZEMBRO DE 2014 16:45 h
 Shabaab Membros da o Shabaab

Os terroristas do grupo islâmico Ao Shabaab –vinculado à o Qaeda-, assassinaram na madrugada de 2 de dezembro, aos 36 cristãos que trabalhavam para uma companhia mineira, decapitando a quatro deles.



O assassinato ocorreu na mina Korome, uns vinte quilómetros de Mandera, na fronteira com Somalia e Etiópia.



Uma prática realizada também dez dias atrás, quando detiveram um onibus(autocarro) e ordenaram a cada passageiro que lessem o Alcorão, matando a umas 28 pessoas por não ter obedecido ou não ter lido bem.



Horas depois Ao Shabaab reivindicou o ataque escrevendo que “quase quarenta cruzados quenianos foram levados a encontrar seu próprio fim”. Também prometeram uma guerra “sem quartel, incessante e sem piedade”.



 



SOMALIA, VIZINHO PAÍS DE SANGUE



Somalia é considerado um “país frustrado” por seu alto nível de violência e a impossibilidade do governo de manter a ordem.



Somalia limite com Kenia e Etiópia. No caso do primeiro, os cristãos são  84,8 por cento, os muçulmanos  9,7 por cento, e o resto de outras religiões. No segundo, os cristãos são  62,8 por cento, os muçulmanos 34,6 e o resto tem outras crenças.



Estes dois países decidiram intervir com tropas em Somalia devido ao avanço do grupo terrorista, que procura impor um estado islâmico. Ante isto, a filial da o Qaeda ameaçou com se vingar com atentados e assassinatos.



 



Ao SHABAAB E A YIHAD



Shabaab jurou lealdade à o Qaeda em 2012. Para 2013 calculou-se que teria em suas filas entre 7.000 e 9.000 terroristas.Originou-se em Somalia entre 2006 e 2008 e controla a maior parte deste país cuja população é 99, 8 por cento muçulmana, 0,1 cristã e 0,1 de outra religião.



Segundo o relatório de Liberdade Religiosa de Ajuda à Igreja Precisada (AIN), “nas regiões controladas pela o Shabaab, exige-se às escolas ensinar que a yihad é obrigatória. Em muitos lugares, a Universidade de Mogadiscio (a capital), a Universidade de Africa Oriental em Puntlandia e muitas escolas de ensino secundária da capital são financiadas e geridas pela Fundação A o-Islah, o equivalente somalí dos Muçulmanos”.


 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - Grupo Ao Qaeda assassina 36 cristãos em Quênia
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.