sexta-feira, 21 de setembro de 2018   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 

 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



 

Como será o AMANHÃ?

Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. (Mt 6.34)
ESPERANÇA AUTOR José Aldoir Taborda 10 DE DEZEMBRO DE 2011

O cantor Lenine tem uma música cujo refrão é: Como será o amanhã/ Responda quem puder/O que irá me acontecer/O meu destino será como Deus quiser. Esta música simples traz uma pergunta que certamente mexe com a cabeça de muita gente:

Como será o AMANHÃ?

Esta pergunta faz-me lembrar de um senhor baixinho, semi-analfabeto e que mancava de uma perna, num dia de chuva, quando eu me recusava ir para a aula porque não tinha sombrinha. Ele colocou seu casaco velho sobre meus ombros, pegou-me pela orelha e levou-me até a porta da escola. Este homem era meu pai! Um homem trabalhador cujo salário, no entanto, era insuficiente para custear nossos estudos, mesmo assim ele disse: “Meu filho, estou fazendo isso porque quero um futuro melhor para você. Quero que você seja estudado e possa dar a teus filhos uma vida melhor do que eu posso dar para vocês”. Chorei naquele dia, mas hoje compreendo muito bem o significado daquelas palavras, e, em outras palavras, meu pai estava pensando no AMANHÃ!

Esta preocupação é muito justa e atinge todas as pessoas, e não apenas os pobres. Embora o Lenine em sua música passe a impressão de que não está ligando muito, na prática, certamente, ele estava tomando todas as precauções para não ter problemas no futuro.

Desde que o homem olhou para o céu e se sentiu impotente diante do infinito a preocupação com o amanhã é a tônica nas conversas diárias, nos planejamentos, e faz parte das preocupações da humanidade.

Os ecologistas se preocupam com a preservação da natureza, os cientistas e tecnólogos com a busca de alternativas em todas as frentes: saúde, segurança, progresso. Ao tentar adivinhar como será o futuro, o homem ao mesmo tempo procura preparar-se para o que virá e busca segurança de que as mudanças terão, no final, o menor impacto sobre o que faz, como vive.

No meio de toda esta busca de solução, surge uma nota de esperança: “amanhã, tudo será diferente”, mas a indagação continua: Como será o amanhã? Não existe, na verdade, sugestão alternativa que transmita segurança.
Será que consultando o horóscopo poderemos ter a resposta correta? Ou quem sabe se consultarmos os “profetas da última hora”, que abundam por aí prontos a fazer vaticínios espetaculares para agradar e atrair as multidões. Isso fará que tenhamos uma garantia de um futuro promissor? Que tal investir na bolsa, jogar na loteria, aplicar em previdência privada, seguro de vida e saúde?
A solução no entanto não está em nada destas coisas. Na verdade a solução é muito simples e está baseada na lei da colheita: nosso amanhã será a colheita do que somos hoje. Nossos atos são a nossa semente, pois está escrito: “aquilo que o homem semear, isso também ceifará”.

Paulo orienta que se queremos segurança devemos buscar as “coisas do alto, onde Cristo vive”, no entanto o homem está fissurado nas coisas da terra. Mas nós não temos garantia nenhuma de que vamos estar vivos ainda amanhã. Quem é que garante o teu futuro? O profeta Jeremias viu a desgraça do povo e exclamou: “passou a sega, findou e verão, e nós não estamos salvos” (Jr 8.20). A vida e a riqueza terrena não têm durabilidade para sempre.

Quer saber como será o amanhã? Para o mundo, para você e para a sua família, o amanhã será melhor se você for melhor. E você será melhor se aceitar o plano de Deus para a sua vida (Sl 37.5).

Algumas pessoas vivem como se a vida terrena não tivesse fim, por isso não se preocupam com nada. Outros agem como se a vida terrena fosse o fim de tudo, razão pela qual somente se preocupam com as coisas da terra. Mas existe uma cidade que nos espera na eternidade e Paulo nos orienta a juntar tesouros no céu, onde nem a traça ou a ferrugem podem consumir, e onde os ladrões não podem roubar.

Como garantir o futuro? A Bíblia ensina que devemos conservar o nosso espírito, alma e corpo íntegros para o dia de Cristo. Perceba que a ordem bíblica das prioridades é diferente do pensamento humano. Nós dizemos corpo, alma e espírito. O cuidado espiritual fica por último, por isso a vida está concentrada naquilo que se relaciona com a terra. Porém, seguindo o ensino bíblico, tudo será diferente. Se dermos prioridade para as coisas do espírito, as questões da alma (frustração, ansiedade, medo, insegurança) serão vencidas e, com a alma tranqüila, esta poderá cuidar melhor do corpo e tudo aquilo que se relaciona com o corpo como a natureza, o meio ambiente, as pessoas.


Como será o amanhã? Se quiseres segurança, entrega tua vida a Jesus, que Ele cuidará de você. Portanto, hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureça os eu coração.
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - - Como será o AMANHÃ?
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.