sábado, 22 de julho de 2017   inicía sessão ou registrar-te
 
Protestante Digital
 

 
 
SIGA-NOS EN
  • Twitter
  • Facebook
 

Newsletter
Newsletter, recebe todas as notícias em tua bandeja de entrada
 
 
 

ENCUESTA
Encuesta cerrada. Número de votos: 0
VER MÁS ENCUESTAS
 



 

Mais é menos, menos é mais

Somamos anos. A vida é uma valsa prolongada de números ascendentes que começam a ser injustos quanto maior o seu valor.
ÍNTIMO 28 DE JULHO DE 2011

Somamos minutos, horas, dias, e caminhamos pelo caminho da existência com a arraigada crença de que somar é o exercício matemático ideal para que tudo funcione.

Porém não nos enganemos, mais não é sinônimo de melhor.

Carregamos nossas malas com centos de coisas imprescindiveis das que certamente podemos prescindir, mas aí vamos, carregando um excessivo peso que nos condiciona na hora de movernos com certa libertade.

Estamos acostumados a adquirir, a ter, e a somar. Nos custa perder, abandonar, deixar de lado, subtrair.

As perdas estão precedidas por argumentos tristes, não se concebe como parte de um processo evolutivo ou de melhora. Perder é as vezes uma acertada maneira de avançar.

As operações de subtrair nos deixam o sabor da desvantagem, contribuem para que pensemos que de tudo perdemos algo, seguramente apreciado, admirado, é difícil pensar que aquilo longe pode conseguir que áreas de nossas vidas cobrem relevância e que por consequência , caminhemos um pouco mais livres, menos carregados de bagagem.

Subtrair importância a estes pensamentos que conduz um desgaste emocional faz com que potencialmente tenhamos mais vontade de ser e sentir.

Subtrair atitudes covardes que nos posicionam em um nivel baixo de auto-estima faz com que nos contemplemos com olhos diferentes e sejamos positivos.

Devemos subtrair argumentos pouco sólidos que nos fazem mal e que durante muito tempo tem estado ligados a nossas vidas de forma indelével para conseguir que o transitar diario seja mais transcendente.

Subtraímos importância ao que não tem valor, ao insubstancial, a aquilo pelo que muitos perdem a cabeça e que é simplesmente banalidade.

É muito proveitoso sentir-se liberado do peso opressor de somas e somas, de posseções materiais e imateriais que condicionam nosso presente para se tornar escravos do presente, do passado e até do futuro.

Para ter qualidade de vida deve-se saber o que está passando. Viver com o necessário e fazer de uma forma intensa. Saborear cada instante como se fosse o último e imprimir em quem nos circula a rúbrica amorosa do nosso professor.
 

 


0
COMENTÁRIOS

    Se queres comentar ou

 



 
 
ESTÁS EM: - - - Mais é menos, menos é mais
 
 
 
 
RECOMENDAÇÕES
 

Protestante Digital é um diário online gratuito que se financía por meio da publicidade e patrocinadores. Para apoiar nosso trabalho e poder seguir desenvolvendo esta atividade de uma maneira aberta aos leitores, você pode fazer uma doação mediante PayPal ou fazendo uma transferência bancaria (com o assunto: Doação Protestante Digital).

ES85 21000853530200278394
 
PATROCINADORES
 

 
AEE
PROTESTANTE DIGITAL FORMA PARTE DA: Alianza Evangélica Española
MEMBRO DE: Evangelical European Alliance (EEA) y World Evangelical Alliance (WEA)
 

As opiniões vertidas por nossos colaboradores se realizam a nível pessoal, podendo coincidir ou não com a postura da direção de Protestante Digital.